Quase 2020

Meu bem, quando eu paro pra tentar lembrar do que a gente viveu até aqui eu sinto que se formam alguns nós nos meus neurônios. Se você também parar um pouquinho pra pensar vai ver que a nossa história é cheia de sobe e desce, pontos de interrogação e intervalos às vezes calmos, às vezes turbulentos, que é até difícil de explicar.

A gente se perdeu em alguns pontos e em nenhum deles a iniciativa veio de você. Motivos você teve, mas nunca fez. Não sei se por medo ou preguiça, talvez ambos. Mas eu, eu sempre procurei saída na porta errada, dizia adeus e então acabava voltando pro mesmo lugar. Pra você.

Então eu resolvi usar a primeira e última carta que escrevo pra você esse ano para me desculpar. Mas eu quero que saiba que essas palavras não vêm da minha cabeça, não é algo que eu faço porque acho que devo, como quando pisamos no pé de alguém e pedimos desculpas.

Eu digo a você do fundo do meu coração que eu sinto muito por tudo que fiz você passar. Eu te peço desculpas por todas as vezes que a minha boca disse eu te amo ao mesmo tempo em que as minhas mãos escorregavam das suas e pelas vezes em que eu me vi perdida nos meus próprios erros e vi o fim de nós dois como uma saída.

Não consigo entender como hoje tá tão fácil te olhar e sentir uma vontade louca de te abraçar, sentir teu cheiro, te cobrir de beijos, te ver sorrir e cantar mil músicas pra tentar explicar o que eu tô sentindo. Hoje eu consigo te enxergar limpo de todo o nosso passado confuso e vejo a essência daquilo que você sempre foi e que eu sempre admirei.

Posso não ter dito tantas vezes quanto gostaria, mas sempre te achei uma pessoa incrível – de verdade. Cheio de qualidades e com um coração muito bom e sensível. E apesar de todas as barras que enfrenta, nunca tira esse sorriso maravilhoso do rosto. E isso é o que eu mais admiro em ti.

Mas, a gente sabe. O tempo inevitavelmente vai passar. As horas vão se atropelar e os dias virão, um atrás do outro, fazendo a gente crescer, evoluir e brigar algumas vezes. Você sabe, né? A gente discorda tanto. Por isso, não vou torcer para que esses conflitos não aconteçam. Somos duas pessoas diferentes. Mas, eu torço para que as nossas mãos não se afastem devido ao calor e o suor ou que a correria não as leve para lados opostos.

E eu peço que você se cuide, meu neném. Tenha sonhos e lute por eles. Nunca deixe as suas convicções de lado. E não permita em hipótese alguma que o que vem de fora abale o que tem aí dentro. Tenha sempre em mente que a vida ainda vai bater muito e não vai bater fraquinho, então continue sendo esse homem forte, e quando não puder ser, eu vou estar aqui.

Presta mais atenção na sua saúde. Se livra das coisas que não te trazem nada de bom. Toma cuidado… O importante é que você volte bem pra casa no fim do dia. O importante é que você sempre volte pra mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s