Você é confusão

Foi a primeira e última vez que pedi a você para ficar um pouco mais. Torço para não precisar da sua companhia tão cedo. Já estava mesmo na hora de criar vergonha na cara e parar de ficar nos seus pés.         

Aqui está a parte ruim de ser escorpiana. Sendo mentira ou verdade esse negócio de signo, o fato é que eu sempre me envolvo completamente e acabo forçando a barra. É sufocante, eu sei, mas você me fez ficar assim.          

Eu me apaixonei por você, mas você sempre me coloca em contextos como este. Faz eu me sentir culpada quando não fiz nada além de pedir um pouquinho de atenção.     

Eu só peço que reflita a respeito do que realmente é importante pra você e me diga tudo amanhã. Assim, quem sabe eu crio coragem e despejo em você o emaranhado de dúvidas emboladas e entaladas no fundo da minha garganta.

Imperfeito

Nem sempre o amor da sua vida vai entender você. Na verdade, na maioria das vezes ele nem vai ao menos tentar. A verdade é que esse lance de os opostos se atraem dura enquanto for divertido discutir, porque afinal, você está apaixonado então quem se importa se está discutindo ou curtindo com aquela pessoal. O que importa é estar com ela.

Mas o tempo passa e as exigências começam a aparecer. Vindo de ambas as partes. E então, toda aquela paixão já não é o suficiente para se sobrepor às inúmeras discordâncias. O amor da sua vida talvez não ame você o suficiente para chamar a sua felicidade de prioridade.

Quem vai amar o suficiente para colocar as opiniões de lado? Quem vai abrir mão de estar certo para fazer as coisas ficarem bem? O amor é imperfeito. Assim como quem arriscou dizer “eu te amo”.